24/05/11

Sim, Senhor Engenheiro

"Saber contar até 8 bastava para pergunta de Física

por DN.ptOntem
Saber contar até 8 bastava para pergunta de Física

Teste de Físico-Química do 9.º ano identificava planetas do sistema solar e depois pedia a alunos para dizerem quantos são."


Acredito que este tipo de testes, são dos mesmos que há uns anos atrás formaram um certo "engenheiro".
E com a particularidade de ter sido a um Domingo, para castigo do próprio, dizem as más línguas!

18/05/11

FMI .. ou IMF para os amigos!

F.M.I
- Governo: Foram Muito Incompetentes
- Povo: Fomos Muito Ingénuos
- PS: Foram Mesmo Inabeis
- PSD: Foram Mesmo Ingénuos
- CDS: Fazem Mal Inocentemente
- PCP: Fariam Mas Incapazes
- BE: Fariam Mas Impossível
- PR: Foi Mais Inabitual
- Banca: Falidos Mas Intensos
- Sindicatos: Falam Mas Insignificantes
- Troika: Fizeram Mas Inutilizaram-nos

- Povo: Fodido Mas Insiste

- Intrometido: Foda-se Mais Isto !

28/08/10

34º Andamento

 A PROPÓSITO DE BANIR OS CHUMBOS NAS ESCOLAS.

Ora bem, aqui estou eu de novo. Vá, escusam de dizer que sentiram saudades; eu sei que sentiram (deixa-me convencer ... já que ninguém o faz).
E vem este, a propósito do tema ali acima colocado: o ministério da educação, quer acabar com os chumbos nas escolas. Eu sei que este tema não é propriamente uma novidade, que não é coisa quentinha, acabadinha de sair do forno, mas também, convenhamos, que ainda não está "passada".
Assim sendo, aqui vai a minha opinião acerca do dito:
Na minha perspectiva, eliminar os chumbos das escolas faz todo o sentido; todos sabemos o quanto faz mal o chumbo; não é por acaso que o chumbo foi eliminado de todos os produtos em comercialização. Veja-se o caso das gasolinas, por exemplo.
Portanto se o chumbo é tão prejudicial à saúde, factor que está mais que provado cientificamente, não tem lógica nenhuma que os nossos jovens (ok, e pessoal docente e não docente também, claro) estejam num ambiente tão adverso. Eu até acho muito estranho que a eliminação do chumbo não tenho começado exactamente pelas escolas; faz todo o sentido que os futuros homens e mulheres que irão comandar a sociedade, sejam os primeiros a sentir os benefícios da ausência de tão malfadado produto.
Assim sendo, caros amigos e amigas, vamos todos apoiar o governo (dasse!! o que me custou escrever isto) nesta grande epopeia que, estou certo, será seguido por todos os restantes países; já imaginaram, nós aqui neste cantinho à beira mar plantado, sermos um exemplo para todo o mundo que tenha tão grande consciência "ecológica" ?
Não se fiquem pelos sofás: vamos lá levantar a peida e sair para a rua com cartazes e slogans a apoiar esta verde e brilhante proposta!
E pronto.
Até outro.

01/05/10

33º Andamento



Sondagem sic: "Daria o seu subsídio de férias, para ajudar a pagar a crise?"

 Ora deixa cá ver, como vou responder a esta sondagem, sem ser malcriado, nem ferir algumas susceptibilidades, excepto à classe política, porque a esses senhores, só me apetece dizer uma coisa: e se fossem todos levar no cuzinho? ein? (é pah, se calhar até que isto não é insultar, pelo menos a alguns, digo eu!)
Então é assim:
1º - Não sei quem foi o mentecapto que teve tão brilhante ideia de propôr esta aberração.
2º - A tê-la, porque não foi ela dirigida aos políticos, e gestores públicos, que sacam quantias verdadeiramente vergonhosas, sabendo nós que a maior parte desses gajos não fazem a ponta de um corno para merecer tais maquias.
3º - Se, e repito se, tal aberração fosse de facto avante, será que de facto pagaríamos a crise? Ou não estaríamos a dar mas é uma folgazita aos tais, para poder esbanjar mais uns troquitos? ein?

Cá pra mim, quem devia ser obrigado a dar o dízimo para ajudar na crise em que todos vivemos, é quem é mais responsável pela dita: a classe política! Fácil de ver, né?
Eu não estou a dizer que o salário que essa tropa aufere, seja uma coisa do outro mundo; nã! nada disso (bem ... tirando o pormenor que os gajos de cá ganham mais que os gajos da espanha, frança e por aí fora ... não vejo de facto nenhum problema de maior ....); mas, e como se sabe, o problema nem é os salários, mas sim o que vem apenso aos mesmos, que têm nomes totalmente inocentes e que até nos dá a ideia que, coitaditos, merecem tais coisas: as ajudas e os prémios!
Ajudas, todos nós gostamos de as ter; o problema é que as ajudas a que essa cambada  tem "direito", é, como direi ..... um filho da puta dum valor que até proponho que se mude de nome para totoajuda; toto, não no sentido de tótó, porque se há tótós no meio disto, somo nós e não eles, mas mais no sentido do totoloto, com a vantagem de ser munta mais fácil acertar nas combinações! ou seja, o prémio (ajuda, neste caso) é sempre garantido.
Prémios, também gostamos todos de os receber, claro; mas, azar do caralho, só os recebemos quando efectivamente cumprimos objectivos e/ou metas que nos propuseram; no caso dos tais senhores, o prémio já é considerado uma instituição, logo todos têm direito a ele.
E já nem falo da quantidade de parasitas que passaram pelos governos e/ou assembleia da república, que devido a esse piqueno sacrifício, têm direito a escandalosas reformas e rebuscadas mordomias!
E, pergunto eu: ó meus senhores, de onde é que acham vocês que vem todo esse dinheiro?? ein?
Exactamente: vem dos descontos a que o povinho foi premiado por serem uns nabos e até quererem trabalhar!
Bem, e como já estou a ficar azul com esta merda, lá vou eu responder ao inquérito:

Eu, de facto daria o meu subsídio de férias ... caso o tivesse!
Daria, como já o fazia nos tempos em que o recebia, e com a mesma vontade e objectivo com que o gastava todo nas casas de alterne: a diferença é  que de lá eu saía bem mais satisfeito e, o fodido nunca era eu!

Tenham é juízo e façam pela vida: pela vossa (bem sei que nem é preciso lembrar, que eu sei que já fazem!!) mas sobretudo pela nossa!

E tenho dito!

30/04/10

32º Andamento



Ora vamos cá a ver ... se me consigo fazer entender ... já que a mim próprio, não o consegui; Ou melhor .. não me conseguiram, digo eu!
Leio a propósito deste o seguinte: 
"Novo aeroporto e TGV continuam projectos do Governo.
....É um projeto que é benéfico e cujas receitas são seguramente superiores aos custos mas é um projeto que tendo em conta os objetivos mais gerais (...) será objeto de reavaliação no sentido de definir o seu objeto e definir prioridades", disse o ministro.
eta caralho, quem fala assim não é gago (pois ...esse é o da ciência, tecnologia e ensino superior): alguem percebe o objectico, objectivamente falando com objectividade objectiva (eu escrevo com o c antes do t; o acordo ortográfico ainda não me foi imposto, vai daí que .... que o pariu!) desta merda que o ministro dos transportes, António Mendonça, quis objectivamente dizer com a objectividade que a coisa impunha? ein?
Eu tenho cá uma teoria, que é a seguinte (isto já vem do tempo de escola, claro):
um gajo quando não tem a certeza do que está a dizer, ou quando a tem, mas ela é proporcionalmente oposta quanto à forma e ao conteúdo (ou seja: quando um gajo diz uma merda que sabe que o contrário é que é verdade), é pah, aplica ali uma catrafada de adjectivos e mais umas merdas para florear ali a ideia, a ver se cola.
Mas, Exmº. Sr. Engº ministro, neste caso .... dispensava-se tanta objectividade nessa sua tão convicta afirmação!
e prontos, parece-me que agora sim, fui objectivo.
Qualquer dia ... ainda vou pa ministro (ó sr. Engº socras ... quando fizer uma remodelaçãozita aí ó governo, num sesqueça cá do je ... que tem  boquinha como os outros, ok?)
penso eu de que ....

28/04/10

31º Andamento



Bem ... resolvi voltar ... até quando? ... a ver vamos.
E... que tema tão extraordinário (ou seja, mais que ordinário, né?) é este que  me levou a re-ligar o interruptor?
É pah ... é um tema que está na berra (pelo menos só oiço gajos aos berros por causa do dito): o PEC
Ora bem, para os menos familiarizados com as abreviaturas, recordo que o PEC, não é nem mais nem menos que ...PROGRAMA DE ESTABILIDADE E CRESCIMENTO!
Ora bem, este bendito PEC, foi apresentado pelos nossos governantes (cambada, pah!!!) como sendo a receita milagrosa para os problemas económicos do país para o período 2010-2013!
Mas, caros amigos e amigas (se ainda as houver, claro) eu que sou um gajo que não percebo a ponta de um corno destas economias (só entendo a chamada economia doméstica, que é baseado no seguinte princípio: se há, gasta-se, se não há ... não se gasta; mas parece que  a tal economia dos gajos é mais na base do: gasta-se.. depois se vê onde se vai sacar a massa!!), já prevejo (e não, não sou nenhuma encarnação do Zandinga, descanssem, os mais crédulos) que esta merda não vai resultar!!
E, está fácil de ver porque não resulta; aliás, está bem ali, aos olhos de quem quiser (e puder, claro!!) ver::
basta reparar no nome do estupor do programa: de ESTABILIDADE e CRESCIMENTO???!!!
Ora bem, eu como ando de pé atrás em relação a tudo que leio ultimamente, por causa de outra cagada que estes senhores se "alembraram" de fazer, o tal acordo ortográfico, porque já nem sei exactamente o que estou a ler, em virtude das alterações que o dito acordo provocou na nossa língua (e não só, no nosso cérebro ainda foi pior, digo eu), lá tive que ir ao dicionário, ver o que queria dizer ESTABILIDADE e CRESCIMENTO; então aqui vai:
ESTABILIDADE: Qualidade de estável. Permanência.
CRESCIMENTO: Tornar-se maior; aumentar. Desenvolvimento progressivo
Ora bem não sei se já se aperceberam, mas como é possível que um mesmo programa, defenda então a estabilidade e o crescimento????
A coisa ou é estável, ou cresce!
(bem ... se calhar, e fazendo minhas a palavras do scolari: o burro sou eu??) 
É pah, agradeço que quem me souber explicar, sendo eu muito burro,  que o faça .... e se fosse da parte de quem legisla, bem isso era ... ouro sobre azul!
Cá pra mim, esta merda é mais areia atirada aos olhos do povinho ... como se já não andassemos com eles inchados de tanta poeira que por aqui paira!
Enfim!

30/03/10

30º Andamento


 ..... e ao trigésimo, descansou!

Eu, ao contrário do Todo-Poderoso, descanso, não ao sétimo, mas ao trigésimo!
Também fiz muito menos em 30 que Ele em 7, verdade seja dita!
E causei muito menos impacto, claro!
Também muitas menos discussões, diga-se!

Mas ... quem não gosta de uma boa discussão?

E posto isto ..... fiquem!

Que eu vou tentar fazer o mesmo!

Até um destes!